Governo do Distrito Federal
30/05/22 às 11h40 - Atualizado em 30/05/22 às 11h40

GDF vai ofertar 1.598 novas vagas em creches ainda este ano

 

Governo está investindo R$ 37,7 milhões na construção de Cepis em Ceilândia, Recanto das Emas, Planaltina, Santa Maria, Gama, Vila DVO, Vila Telebrasília e Estrutural

 

Catarina Lima, da Agência Brasília I Edição: Débora Cronemberger

 

A Secretaria de Educação (SEE) disponibilizará, este ano, 1.598 novas vagas em creches para crianças de até três anos. Para isso estão em construção nove unidades do Centro de Educação da Primeira Infância (Cepi), com um total de 85 salas. O investimento é de R$ 37,7 milhões. As regiões administrativas atendidas são Recanto das Emas – com duas unidades –, Planaltina, Gama, Vila DVO, Santa Maria, Ceilândia, Vila Telebrasília e Estrutural.

 

O Cepi Jandaia, primeira creche pública do Sol Nascente/Pôr do Sol, foi inaugurado em novembro de 2021 | Foto: Renato Alves/Agência Brasília

 

A fiscalização das obras das creches é uma parceria entre a SEE e a Novacap – responsável por fiscalizar cinco unidades. De acordo com a SEE, a obra que está mais adiantada é a do Cepi de Planaltina, com 60% dos trabalhos executados.

 

Em seguida vêm as unidades da EQNP 8/12, de Ceilândia, com 40% de execução; do Gama, com 35%: e do Recanto das Emas, com 30%. As obras nos Cepis da Vila Telebrasília, Vila DVO, Santa Maria e na Quadra 112 do Recanto das Emas estão na faixa de 10% a 15% de execução.

 

Desde 2019, início da gestão do governador Ibaneis Rocha, já foram entregues sete creches, com 58 salas e capacidade para 860 estudantes. O valor total das obras é de R$ 19,7 milhões.

 

Mais unidades para 2023

 

O subsecretário de Infraestrutura Escolar, Leonardo Balduíno, ressalta: “A ideia é concluir as licitações e iniciar as obras ainda neste ano” | Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

O subsecretário de Infraestrutura Escolar, Leonardo Balduíno, informou que, além das creches já em construção, a SEE está realizando licitações para iniciar novas unidades ainda em 2022. “A ideia é concluir as licitações e iniciar as obras ainda neste ano”, afirmou.

 

Três Cepis encontram-se em fase de licitação. As unidades estão previstas para Samambaia, Taguatinga e Recanto das Emas, cada uma com dez salas de aula. A estimativa de investimento é de R$ 19,1 milhões, e a capacidade de atendimento das três será de 564 crianças.

 

Estão previstos também – ainda não licitados – mais 17 Cepis, 16 deles com dez salas de aula cada um e o da Vargem Bonita com cinco salas. O total de salas, segundo o subsecretário, é de 165, sendo possível atender 3.102 crianças, com investimento previsto de R$ 108,2 milhões.

 

As regiões administrativas atendidas serão Recanto das Emas (três unidades), Santa Maria, Gama, Guará, Jardim Mangueiral, Sol Nascente, Riacho Fundo, Riacho Fundo II (duas unidades), Ceilândia (três unidades), Taguatinga, Taquari  e Vargem Bonita.

 

Creches rurais também estão nos planos da Secretaria de Educação. De acordo com Leonardo Balduíno, encontra-se em construção a Creche Núcleo Rural Jardim II, no Paranoá, que contará com três salas para atender 15 crianças em cada uma delas. Duas creches estão em fase de licitação, sendo uma no Núcleo Rural do Pipiripau, em Planaltina, com três salas e capacidade para 21 crianças em cada uma, e a Creche Colônia Agrícolas São José, no Núcleo Rural Rio Preto, também em Planaltina. A previsão é que nesta última sejam construídas quatro salas, sendo que cada uma atenderá 28 crianças.

 

O coordenador regional de ensino de Ceilândia, Carlos Ney Menezes, disse que recebe com alegria a notícia da construção de novas creches. Segundo o educador, a demanda por lugares em Cepis é de 2 mil vagas. “As famílias recebem o Cartão Creche, mas no Sol Nascente/Pôr do Sol não existem creches conveniadas e, para levar as crianças, as famílias precisam se deslocar. Por isso, o ideal é a construção de Cepis”, reforçou.

 

Fonte: Agência Brasília