Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/12/20 às 15h12 - Atualizado em 15/12/20 às 15h12

Quase mil moradias entregues em 2020

COMPARTILHAR

O GDF investiu R$ 13 milhões e gerou 700 empregos na construção do Residencial Paulo Freire, em Samambaia, com 92 apartamentos  | Foto: Renato Alves

 

O Distrito Federal vai fechar o ano de 2020 com 944 unidades habitacionais entregues, viabilizadas nos programas da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (Codhab-DF). A marca representa um aumento de 25% em relação a 2019, quando 752 novas unidades receberam seus moradores.

 

A entrega mais recente da Codhab ocorreu nesta segunda-feira (14), em Samambaia. Localizado na QS 608, o Residencial Paulo Freire vai receber 92 famílias que vão ocupar apartamentos de dois quartos com sala, cozinha, banheiro e área de serviço – distribuídos em 57 metros quadrados. Para esta obra, o GDF investiu R$ 13 milhões e gerou 700 empregos. Com toda a documentação em dia, essas famílias vão poder passar o Natal juntas e no novo lar.

 

“É uma conquista muito grande para 92 famílias que estão saindo do aluguel. É uma libertação a todas essas pessoas que já podem vir passar o Natal em suas casas”, observa o secretário de Governo, José Humberto Pires, durante a entrega dos apartamentos aos contemplados do programa Morar Bem, da Codhab.

 

Ainda em dezembro, a Companhia vai entregar 288 unidades habitacionais no condomínio 4 do Bairro Crixá, em São Sebastião. Este é mais um grande avanço na missão do Governo do Distrito Federal (GDF) em reduzir o déficit habitacional e proporcionar moradia digna a toda a população.

 

Neste ano de crescimento na oferta habitacional, saíram do papel o Residencial Moraes Gontijo II, em Samambaia, para 56 famílias; o condomínio 3 do Crixá, com 272 unidades habitacionais; o conjunto G da quadra 700 do Sol Nascente/Pôr do Sol, para 88 famílias; o residencial MUMID, em Samambaia, para 56 famílias; e o residencial AHSERC, em Samambaia, com 92 unidades habitacionais.

 

Em 2019, as 752 unidades foram distribuídas no Residencial Marina, em Samambaia, nos condomínios 1 e 2 do Bairro Crixá e no conjunto F da Quadra 700 do Sol Nascente/Pôr do Sol.

 

Olhando para frente, em 2021 o governo espera entregar cinco mil unidades habitacionais, sendo 3.936 no Itapoã; 816 nos condomínios 5, 6 e 7 do Bairro Crixá; 160 nas quadras 117 e 118 do Recanto das Emas e 88 no conjunto H da Quadra 700 do Sol Nascente/Pôr do Sol.

 

“Temos a previsão dessas cinco mil unidades e vamos trabalhar para aumentar o número, de forma a reduzir de forma sensível a questão do déficit habitacional”, afirma o presidente da Codhab, Wellington Luiz.

 

Uma das contempladas e futura moradora do Residencial Paulo Freire é a professora Maria Divina de Oliveira, de 40 anos. Ela esperou por duas décadas para ter o próprio lar e, agora que vai deixar o aluguel para trás, não esconde a sensação de alívio. “Sempre sonhei e achava impossível ter a minha casa aqui no DF. Há um ano a oportunidade surgiu e comemorei: ‘graças a Deus vou morar no DF’. A sensação é de gratidão”, comemora.

 

Entregas da Codhab 

 

2019 – 752 unidades habitacionais

 

– Samambaia – Residencial Marina (92 unidades habitacionais)
– Bairro Crixá – condomínios 1 e 2 (528 unidades habitacionais)
– Sol Nascente Quadra 700 conjunto F- 132 unidades habitacionais)

 

2020 – 944 unidades habitacionais 

 

– Samambaia – Residencial Moraes Gontijo II (56 unidades habitacionais)
– Bairro Crixá – condomínio 3 (272 unidades habitacionais)
– Sol Nascente – Quadra 700 conjunto G (88 unidades habitacionais)
– Samambaia – Residencial AHSERC (92 unidades habitacionais)
– Samambaia – Residencial MUMID (56 unidades habitacionais)
– Samambaia – Residencial Paulo Freire (92 unidades habitacionais)
– Bairro Crixá – condomínio 4 – 288 uh (a entregar em 18/12)

 

Fonte: Agência Brasília

Leia também...