Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/05/21 às 19h50 - Atualizado em 14/05/21 às 19h50

Governo trabalha para reabrir Fábrica Social no segundo semestre

COMPARTILHAR

ANA LUIZA VINHOTE, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: ABNOR GONDIM

 

O Governo do Distrito Federal deu a largada para reabrir no segundo semestre deste ano a Fábrica Social. Um chamamento público foi divulgado no Diário Oficial do DF para selecionar a Organização da Sociedade Civil (OSC) que vai capacitar 1,2 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social com o objetivo de inserção no mercado de trabalho. O investimento do governo local é de cerca de R$ 2 milhões durante um ano.

 

A Secretaria de Trabalho (Setrab) será responsável pela seleção da OSC que vai cuidar dos profissionais a serem contratados para ministrar cursos de corte e costura, construção civil, marcenaria e jardinagem. As entidades sem fins lucrativos – que desenvolvem ações de interesse público – têm prazo de 2 até 14 de junho, das 9h às 17h, para apresentar propostas pelo e-mail comissaodeselecao@setrab.df.gov.br ou pessoalmente na Gerência de Protocolo Geral da Setrab, localizada no Setor de Edifícios Públicos (SEPN), Quadra 511, Bloco A, térreo.

 

Recuperação da Fábrica Social prevê, além de cursos, oferta de crédito para quem quiser abrir o próprio negócio | Foto: Paulo H. Carvalho / Agência Brasília 

 

Documentos

 

O modelo de ficha de inscrição, da proposta e de declarações de Ciência e Concordância e de Vistoria ou de Abstenção de Vistoria podem ser acessados pelo link do chamamento público.

 

O secretário de Trabalho, Thales Mendes Ferreira, lembra que, além de inserir pessoas no mercado de trabalho, a capacitação na Fábrica Social vai permitir o retorno daqueles que ficaram desempregados devido à pandemia do novo coronavírus. “Há setores que ganharam destaque durante o contágio, como o da construção civil – que é um dos cursos que serão ofertados pelo projeto”, comentou.

 

Subsecretário de Ações Sociais, Carlos Egito reforça que a Fábrica Social acompanha o estudante do início ao fim do curso. “Auxiliamos no cadastro, orientamos durante as aulas, acompanhamos o aluno e sua família e, ao final da capacitação, encaminhamos para o mercado de trabalho com apoio da Secretaria. Caso a pessoa queira abrir o próprio negócio, a pasta ajuda oferecendo uma de linha de crédito”, explica.

 

Próximas etapas

 

A abertura dos envelopes das propostas será realizada pela Comissão de Seleção, em 15 de junho, às 9h30, na sala de reuniões do Edifício Sede da Setrab – também localizado no Setor de Edifícios Públicos Norte (SEPN), Quadra 511, Bloco A, 2º andar. Em até 10 dias corridos, será feita a divulgação do resultado provisório de classificação dos projetos no Diário Oficial do DF.

 

Após a escolha, a equipe selecionada deverá ter, no mínimo, profissionais para ocupar os seguintes cargos: supervisor geral de projeto; coordenadores pedagógico, administrativo, de instrutoria e de acompanhamento de egressos; instrutor para cada curso/turma; assistentes de monitoria; assistentes administrativos/geral; e intérprete de Libras, quando for o caso.

 

Pandemia

 

Desde o início da pandemia da covid-19, a Fábrica Social contribuiu na produção de mais de 67 mil máscaras cirúrgicas e de tecidos. Os equipamentos de proteção, fundamentais no combate ao novo coronavírus, foram entregues a pessoas em situação de vulnerabilidade social e para a Secretaria de Saúde.

 

Além de contribuir para evitar a disseminação do vírus, também promoveu a inclusão social. Estudantes trabalharam divididos em turnos matutino e vespertino recebendo auxílio para alimentação e transporte, assim como valor pago por produtividade.

 

Fonte: Agência Brasília

 

 

 

 

 

 

 

 

Leia também...